CARTÉIS

O Cartel é um dispositivo privilegiado na formação do analista. Ele é composto de no mínimo três e no máximo cinco integrantes, sendo quatro a justa medida, que se reúnem em torno de um desejo de saber. O tema será de interesse comum, entretanto, num período de um a dois anos, cabe a cada membro elaborar um trabalho próprio que será apresentado na instituição quando do desenodamento público do cartel. Esta modalidade de trabalho, portanto, traz consigo desde o início o seu fim, nos dois sentidos da palavra, tanto na sua dissolução como na tarefa a cumprir por via de um escrito singular, que configura a produção de um saber em psicanálise.

Para salvaguardar a transferência de trabalho e zelar pelo funcionamento do Cartel, a conjunção dos participantes se faz ao redor de um Mais-Um que, de acordo com Lacan, “(...) se é qualquer um, deve ser alguém” (LACAN, 1980, D´Écolage). Seguindo a lógica do nó borromeu, pode-se afirmar que cabe ao Mais-Um manter os elos enodados, pois basta que um elo se parta para que se desfaça o laço que os une. É importante destacar que sua função não pode se confundir com a do líder de um grupo, que dita o que deve ser feito ou de um mestre, que tudo sabe. De acordo com Lacan, ele “será encarregado de velar pelos efeitos internos do empreendimento e de provocar sua elaboração” (LACAN, 1980, D´Écolage), e isto somente é possível se ele propiciar que a mestria circule entre cada um dos participantes.

Esta forma de constituição dos Cartéis tem o objetivo de combater os fenômenos de grupo denunciados por Freud em “Psicologia das massas e análise do eu”, privilegiando as discussões e as elaborações que cada um poderá fazer respeitando o seu percurso na psicanálise. Com esta preocupação, além da função do Mais- Um, a Biblioteca Freudiana de Curitiba conta com a reunião Intercartéis e a Clínica do MaisUm, dispositivos que visam denunciar os efeitos imaginários, contraproducentes ao trabalho.

Maiores informações entrar em contato com Angela Dal´Vesco Nery via e-mail da Bilblioteca Freudiana de Curitiba.

Mensalidade: R$100,00 Participantes de uma atividade regular na BFC: R$ 50,00 Participantes de duas ou mais atividades regulares na BFC: isentos Membros BFC: isentos *10% de desconto para pagamento até o primeiro dia útil do mês.